Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 3 de abril de 2012

Black Angel



Ao longe escuto uma música
Meu coração segue o som do violino
Me vejo em frente a uma porta
Ao abrir, avisto-te em sua forma mais pura e sublime

Meu corpo paralisa e só consigo ficar olhando
Um anjo negro, que em sua essência não apresenta nada de maligno
Me vejo em seu refujo de sofrimento
Imerso em dores

A música para, você me olha
Aqueles olhos vermelhos não me colocam medo
Quero chegar mais perto, tocar seu rosto
Eu flutuo em sua direção, não percebo meus pés se moverem

Oh anjo, não pare de tocar
Anjo negro, me transporte desse mundo
Toque seus lábios nos meus enquanto acaricio seus cabelos negros
Sei que dentro de ti existe muita coisa encoberta, muitos sentimentos inexplorados

Anjo, abra suas asas e voe
Voe, mas não parta, pois meu coração agora é seu
Suas angustias agora podem ser abandonadas no passado
Dê-me sua mão e deixe tudo para trás
Este mundo já está velho e cansado de mais para nós

Lady Darkita, 02/04/2012