Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Vermelho


Enfim o Deus da Morte apareceu
Com sua capa vermelha, símbolo do sangue de suas vitimas
Seu sorriso sádico era hipnotizante
Sua foice caiu sobre meu peito como uma roupa sob medida

Os sinos da igreja badalaram três vezes até eu cair em meu sono da morte
Logo mais acordei, havia trevas em toda parte e cheiro de morte constante
Meu ceifador estava lá, me esperando
Era esse meu destino, a morte estava em minhas mãos agora


Lady Darkita, 21/11/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário